Atribuir palavras
Passa-tempo de quem está perdido demais
Deitar no chão abatido
Olhar morto pro lado - nada o que olhar

E entender o que já sei
Poder sorrir pra ti
Estava em mim, estava em mim
Mais do que eu esperava
Persevero sem amor
Dias e dias sem fim
Aguento a dor, aceito a dor

Esperança aflita
Tudo será melhor
Será melhor

Distante de não me importar
Talvez eu seja culpado
Não esboço reação
Ignoro o fato, a emoção
Provado errado outra vez
Deixar vazar a raiva
E sentir vivo por sentir
E sentir medo por sentir
E entender o que já sei
Poder sorrir pra ti
Estava em mim, estava em mim
Mais do que eu esperava
Persevero sem amor
Dias e dias sem fim
Aguento a dor, aceito a dor

Esperança aflita
Tudo será melhor
Será melhor

Se assim foi, como será?
Já passou e não voltará
Carregue o peso, carregue o peso

Esbocei um sorriso bobo porque
Olhei no espelho e vi a beleza em mim
E era mais do que esperava

Eu persevero sem amor
Os dias e dias não tem um fim
E entender o que já sei
Poder sorrir pra ti

Estava em mim
Mais do que eu esperava
Persevero sem amor
Dias e dias sem fim
Aguento a dor, aceito a dor
Esperança aflita
Tudo será melhor
Será melhor

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *