Lenda da Sereia – Marta Rosa
Genre Pop

LYRIC
Lenda da Sereia

Letra de "Lenda da Sereia"

Refrão 1

No cimo de um penhasco, havia um casario
Que ao mar se debruçava, qual proa de um navio

Estrofe 1

Na praia, misterioso, ao longe se avistava
E um velho pescador a lenda recontava
Na praia, misterioso, ao longe se avistava
E um velho pescador a lenda recontava

Refrão 2

Além do casario, relíquia do passado
Morou em desvario o homem isolado

Estrofe 2

Consigo uma guitarra, bizarra companhia
Gemendo um fado antigo que o vento repetia
Consigo uma guitarra, bizarra companhia
Gemendo um fado antigo que o vento repetia

Refrão 3

Trinando certa noite, à luz da Lua cheia
Ouviu que alguém cantava, talvez uma serеia

Estrofe 3

Num gesto, larga a banza e inclina-se à janеla
Na ânsia de querer vê-la, de querer olhar p'ra ela
Num gesto, larga a banza e inclina-se à janela
Na ânsia de querer vê-la, de querer olhar p'ra ela

Refrão 4

Rendido ao doce encanto da triste melodia
Ali findou seu pranto, mandou-se à água fria

Estrofe 4

Calou-se essa guitarra, mas quando à Lua cheia
Do mar ecoa o canto da lenda da sereia
Calou-se essa guitarra, mas quando à Lua cheia
Do mar ecoa o canto da lenda da sereia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *