Chuva de Sombrinhas – Nena Queiroga
Genre Pop

LYRIC
Chuva de Sombrinhas

A terra vai tremer quando o galo passar
Fazendo estremecer o chão da praça
Não vai sobrar pedra sobre pedra
Quando a orquestra tocar
Chamando toda a nação, do meu Brasil pra ver
Que é só aqui que tem
Que é só aqui que há
Duda no frevo, Alceu, Antônio Nóbrega
Que é só aqui que tem
Que é só aqui que há
Rios de passos, chuva de sombrinhas
O coco de Selma, a ciranda de Lia
O passo da ema, a cobra a passar
O frevo fervendo ao sol do meio dia
40 graus de vassourinhas
Ai que calor
Ai que calor
Ai que calor
Ai que calor
Ai quе calor
Ai que calor

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *